Páginas

Se não encontrou o que queria, procure aqui, mas volte logo.

Pesquisa personalizada
31 março 2007


Clique no vídeo, para assistir uma apresentação sobre uma nova forma de ver o mundo, sua vida e como você pode muda-la para ter sucesso em tudo que você quiser.



30 março 2007
Finalmente fomos reconhecidos.
Meninas de todo o Brasil, tenho um conselho valioso para dar aqui: se você acabou de conhecer um rapaz, ficou com ele algumas vezes e já está começando a imaginar o dia do seu casamento e o nome dos seus filhos, pare agora e me escute!

Na próxima vez que encontrá-lo, tente (disfarçadamente) descobrir como é sua barriga.
Se for musculosa, torneada, estilo "tanquinho", fuja!
Comece a correr agora e só pare quando estiver a uma distância segura. É fria, vai por mim.
Homem bom de verdade precisa, obrigatoriamente, ostentar uma barriguinha de chopp. Se não, não presta.

Veja bem, não estou falando daqueles gordos suados, que sentam horas na frente da televisão com um balde de frango frito, e que, quando se abaixam, mostram um cofre peludo. Não! Estou me referindo àqueles que, por não colocarem a beleza física acima de tudo (como fazem os malditos metrossexuais) , acabaram cultivando uma pancinha adorável. Esses, sim, são pra manter por perto.

E eu digo por quê. Você nunca verá um homem barrigudinho tirando a camisa dentro de uma boate e dançando como um idiota, em cima do balcão. Se fizer isso, é pra fazer graça pra turma - e provavelmente será engraçado, mesmo.
Já os "tanquinhos" farão isso esperando que todas as mulheres do recinto caiam de amores - e eu tenho dó das que caem.

Quando sentam em um boteco, numa tarde de calor, adivinha o que os pançudos pedem pra beber? Cerveja! Ou Coca-cola, tudo bem também. Mas você nunca os verá pedindo suco ou coca-light. Ou, pior ainda, um copo com gelo, pra beber a mistura patética de vodka com "clight" que trouxe de casa.. E você não será informada sobre quantas calorias tem no seu copo de cerveja, porque os barrigudinhos não sabem e nem se importam com essa informação.

E no quesito comida, os homens com barriguinha também não deixam a desejar. Você nunca irá ouvir um "ah, amor, 'Quarteirão' é gostoso, mas você podia provar um 'McSalad' com água de coco". Nunca! Esses homens entendem que, se eles não estão em forma perfeita o tempo todo, você também não precisa estar. Mais uma vez, repito: não é pra chegar ao exagero total e mamar leite condensado na lata todo dia! Mas uma gordurinha aqui e ali não matará seu relacionamento.

Se ele souber cozinhar, então, bingo! Encontrou a sorte grande, amiga..
Ele vai fazer pra você todas as delícias que sabe, e nunca torcerá o nariz quando você repetir o prato. Pelo contrário, ficará feliz.

Outra coisa fundamental: homens barrigudinhos são confortveis! Experimente pegar a
tábua de passar roupas e deitar em cima dela. Pois essa é a sensação de se deitar no peito de um musculoso besta. Terrível ! Gostoso mesmo é se encaixar no ombro de um fofinho, isso que é conforto. E na hora de dormir de conchinha, então? Parece que a barriga se encaixa perfeitamente na nossa lombar, e fica sensacional.

Homens com barriga não são metidos, nem prepotentes, nem donos do mundo. Eles sabem conquistar as mulheres por maneiras que excedem a barreira do físico. E eles aprenderam a conversar, a ser bem humorados, a usar o olhar e o sorriso pra conquistar.

É por isso que eu digo que homens com barriguinha sabem fazer uma mulher feliz.


Créditos: Segundo comentário postado neste Post, a Carolina (Lili)é a autora deste texto. Visitem o post original dela em http://gravataimerengue.com/?p=95492098
20 março 2007
19 março 2007
"Por que o tempo parece acelerar?"

Apesar de haver pessoas que afirmam que o tempo físico está acelerando, essa aceleração é infinitesimal e ninguém realmente sente isso. Mas há um outro tipo de tempo, um percebido (que não tem nenhuma relação com o tempo do relógio). Você tem a "sensação de que o tempo está acelerando". Você sente isso? Parece que os anos passam cada vez com maior velocidade e uma sensação de urgência toma conta de você? Descubra porque isso acontece... e qual o antídoto.
Texto de Aldo Novak
http://www.aldonovak.com.br
O cérebro humano mede o tempo por meio da observação dos movimentos. Se alguém colocar você dentro de uma sala branca vazia, sem nenhuma mobília, sem portas ou janelas, sem relógio... você começará a perder a noção do tempo.

Por alguns dias, sua mente detectará a passagem do tempo sentindo as reações internas do seu corpo, incluindo os batimentos cardíacos, ciclos de sono, fome, sede e pressão sanguínea. Então... quando tempo suficiente houver passado, você perderá completamente a noção das horas, dos dias... ou anos. Estou exagerando para efeito didático, mas em essência é o que ocorreria.

Isso acontece porque nossa noção de passagem do tempo deriva do movimento dos objetos, pessoas, sinais naturais e da repetição de eventos cíclicos, como o nascer e o pôr do sol. Se alguém tirar estes sinais sensoriais da nossa vida, simplesmente perdemos a noção da passagem do tempo.

Compreendido este ponto, há outra coisa que você tem que considerar: nosso cérebro é extremamente otimizado. Ele evita fazer duas vezes o mesmo trabalho. Um adulto médio tem entre 40 e 60 mil pensamentos por dia. Qualquer um de nós ficaria louco se o cérebro tivesse que processar conscientemente tal quantidade de pensamentos. Por isso, a maior parte destes pensamentos é automatizada e não aparece no índice de eventos do dia. Para que não fiquemos loucos, o cérebro faz parecer que nós não vimos não sentimos e não vivenciamos aqueles pensamentos automáticos, repetidos, iguais.

Por isso, quando você vive uma experiência pela primeira vez, ele dedica muitos recursos para compreender o que está acontecendo. É quando você se sente mais vivo. Conforme a mesma experiência vai se repetindo, ele vai simplesmente colocando suas reações no modo automático e "apagando" as experiências duplicadas.

Se você entendeu estes dois pontos, já vai compreender porque parece que o tempo acelera, quando ficamos mais velhos e porque os natais chegam cada vez mais rapidamente.

Quando começamos a dirigir, tudo parece muito complicado, o câmbio, os espelhos, os outros veículos... nossa atenção parece ser requisitada ao máximo. Então, um dia dirigimos trocando de marcha, olhando os semáforos, lendo os sinais ou até falando ao celular (proibido no Brasil), ao mesmo tempo. E você usa apenas uma pequena "área" da atenção para isso.

Como acontece? Simples: o cérebro já sabe o que está escrito nas placas (você não lê com os olhos, mas com a imagem anterior, na mente); O cérebro já sabe qual marcha trocar (ele simplesmente pega suas experiências passadas e usa, no lugar de repetir realmente a experiência). Em outras palavras, você não vivenciou aquela experiência, pelo menos para a mente. Aqueles críticos segundos de troca de marcha, leitura de placa... são apagados de sua noção de passagem do tempo... Porque estou explicando isso? Que relação tem isso com a aparente aceleração do tempo? Tudo.

A primeira vez que isso me ocorreu foi quando passei três meses nas florestas de New Hampshire, Estados Unidos, morando em uma cabana. Era tudo tão diferente, as pessoas, a paisagem, a língua, que eu tinha dores de cabeça sempre que viajava em uma estrada, porque meu cérebro ficava lendo todas as placas (eu lia mesmo, pois era tudo novidade, para mim). Foram somente três meses, mas ao final do segundo mês eu já me sentia como se estivesse há um ano longe do Brasil. Foi quando comecei a pesquisar a razão dessa diferença de percepção.

Bastou eu voltar ao Brasil e o tempo voltou a "acelerar". Pelo menos, assim parecia.

Veja, quando você começa a repetir algo exatamente igual, a mente apaga a experiência repetida. Conforme envelhecemos, as coisas começam a se repetir -- as mesmas ruas, pessoas, problemas, desafios, programas de televisão, reclamações... enfim... as experiências novas (aquelas que fazem a mente parar e pensar de verdade, fazendo com que seu dia pareça ter sido longo e cheio de novidades), vão diminuindo. Até que tanta coisa se repete que fica difícil dizer o que tivemos de novidade na semana, no ano ou, para algumas pessoas, na década.

Em outras palavras, o que faz o tempo parecer que acelera é a... r-o-t-i-n-a.
Não me entenda mal. A rotina é essencial para a vida e otimiza muita coisa, mas a maioria das pessoas ama tanto a rotina que, ao longo da vida, seu diário acaba sendo um livro de um só capítulo, repetido todos os anos.

O ANTÍDOTO PARA A ACELERAÇÃO DO TEMPO: "M &M"

Felizmente há um antídoto: Mude e Marque. Mude, fazendo algo diferente e marque, fazendo um ritual, uma festa ou registros com fotos.

Mude de paisagem, tire férias com a família (sugiro que você tire férias sempre e, preferencialmente, para um lugar quente, um ano, e frio no seguinte) e marque com fotos, cartões postais e cartas. Tenha filhos (eles destroem a rotina) e sempre faça festas de aniversário para eles, e para você (marcando o evento e diferenciando o dia);

Use e abuse dos rituais para tornar momentos especiais diferentes de momentos usuais. Faça festas de noivado, casamento, 15 anos, bodas disso ou daquilo, bota-foras, participe da formatura de sua turma, visite parentes distantes, vá a uma final de campeonato, entre na universidade com 60 anos, troque a cor do cabelo, deixe a barba, tire a barba, compre enfeites diferentes no natal, ou faça os enfeites com frutas da região e a participação das crianças, vá a shows, cozinhe uma receita nova, tirada de um livro novo.

Escolha roupas diferentes, não pinte a casa da mesma cor -- faça diferente. Beije diferente sua paixão e viva com ela momentos diferentes. Vá a mercados diferentes, leia livros diferentes, busque experiências diferentes. Seja diferente.

Se você tiver dinheiro, especialmente se já estiver aposentado, vá com seu marido, esposa ou amigos para outras cidades ou países, veja outras culturas, visite museus estranhos, deguste pratos esquisitos... em outras palavras... v-i-v-a.

Porque se você viver intensamente as diferenças, o tempo vai parecer mais longo. E se tiver a sorte de estar casado (a) com alguém disposto (a) a viver e buscar coisas diferentes, seu livro da vida será muito mais longo, muito mais interessante e muito mais... vivo.... do que a maioria dos livros da vida que existem por ai.

Se você não tiver mais a esposa, ou o marido, cerque-se de amigos. Amigos com gostos diferentes, vindos de lugares diferentes, com religiões diferentes e que gostam de comidas diferentes. Enfim, acho que você já entendeu o recado, não é?

Boa sorte em suas experiências para expandir seu tempo, com qualidade, emoção, rituais e vida.

© Aldo Novak.
Para republicar na internet, mantenha o nome do autor e o endereço de seu website. Fora da internet, o limite de impressão é de 30 cópias, desde que não haja objetivo comercial envolvido.
15 março 2007

Sudoku é um jogo de raciocínio e lógica. Não há nenhum tipo de matemática envolvida.

Além de ser bastante simples, é divertido e viciante.

O objetivo do jogo é completar todos os quadrados utilizando números de 1 a 9. Para completá-los, seguiremos a seguinte regra: Não podem haver números repetidos nas linhas horizontais e verticais, assim como nos quadrados grandes.

Existem centenas de desafios. Preste atenção, pois, mesmo que você consiga colocar um digito em uma casa vazia e que ele esteja compatível com todas as regras, ele pode estar, logicamente, na casa errada e você não conseguirá resolver o problema.


Exemplo de um jogo de Sudoku

Cada jogo dura de 10 a 40 minutos, dependendo do nível de dificuldade e da experìência do jogador.

Você pode jogar online, acessando este link: http://sudoku.hex.com.br/
ou imprimir as matrizes para jogar fora do computador.

Bom divertimento.
Por muito tempo eu pensei que a minha vida fosse se tornar uma vida de verdade.

Mas sempre havia um obstáculo a ser ultrapassado antes de começar a viver: um trabalho a terminar, uma conta a ser paga...

Vencido estes obstáculos, aí sim, a vida de verdade começaria...

Por fim, cheguei à conclusão que estes obstáculos eram a minha vida de verdade...

Essa perspectiva tem me ajudado a ver que não existe um caminho para a felicidade.

A felicidade está no próprio caminho.

" O Ciclo da Vida tem Início, Meio e Fim” Henfil

"Desejo, primeiro, que você ame,
E que amando, também seja amado.
E que se não for, seja breve em esquecer.
E que esquecendo, não guarde mágoa.
Desejo, pois, que não seja assim,
Mas se for, saiba ser sem desesperar.
Desejo, também, que tenha amigos,
Que mesmo maus e inconseqüentes,
Sejam corajosos e fiéis,
E que, pelo menos num deles
Você possa confiar sem duvidar.
Porque a vida é assim,
Desejo, ainda, que você tenha inimigos.
Nem muitos, nem poucos,
Mas na medida exata, para que, algumas vezes,
Você se interpele a respeito de suas próprias certezas.
E que entre eles, haja pelo menos um que seja justo,
Para que você não se sinta demasiado seguro.
Desejo, depois, que você seja útil,
Mas não insubstituível.
E que nos maus momentos,
Quando não restar mais nada,
Essa utilidade seja suficiente para manter você de pé.
Desejo, ainda, que você seja tolerante,
Não com os que erram pouco, porque isso é fácil,
Mas com os que erram muito e irremediavelmente,
E que fazendo bom uso dessa tolerância,
Você sirva de exemplo aos outros.
Desejo que você, sendo jovem, não amadureça depressa demais,
E que sendo maduro, não insista em rejuvenescer
E que sendo velho, não se dedique ao desespero.
Porque cada idade tem o seu prazer e a sua dor.
É preciso deixar que eles escorram por entre nós.
Desejo, afinal, que você seja triste,
Não o ano todo, mas apenas um dia.
Mas que nesse dia descubra que o riso diário é bom,
O riso habitual é insosso e o riso constante é insano.
Desejo que você descubra, com o máximo de urgência,
Acima e a respeito de tudo, que existem oprimidos,
Injustiçados e infelizes, e que estão à sua volta.
Desejo, também, que você afague um gato,
Alimente um cuco e ouça o joão-de-barro,
Erguer triunfante o seu canto matinal,
Porque, assim, você se sentirá bem por nada.
Desejo, ainda, que você plante uma semente,
Por mais minúscula que seja,
E acompanhe o seu crescimento,
Para que você saiba de quantas
Muitas vidas é feita uma árvore.
Desejo, outrossim, que você tenha dinheiro,
Porque é preciso ser prático.
E que pelo menos uma vez por ano
Coloque um pouco dele
Na sua frente e diga "Isso é meu",
Só para que fique bem
claro quem é o dono de quem.
Desejo, também, que nenhum de seus afetos morra,
Por ele e por você.
Mas que se morrer, você possa chorar
Sem se lamentar e sofrer sem se culpar.
Desejo, por fim, que você sendo homem,
Tenha uma boa mulher,
E que sendo mulher, tenha um bom homem
E que se amem hoje, amanhã e nos dias seguintes,
E quando estiverem exaustos e sorridentes,
Ainda haja amor para recomeçar.
E se tudo isso acontecer,
Não tenho mais nada a lhe desejar ".

14 março 2007
Ele quase não viu a senhora, com o carro parado no acostamento. Chovia forte e já era noite. Mas percebeu que ela precisava de ajuda. Assim parou seu carro e se aproximou. Ele pode ver que ela estava com muito medo e disse:

- Eu estou aqui para ajudar madame, não se preocupe. Por que não espera no carro onde está quentinho? A propósito, meu nome é João.

Bem, tudo que ela tinha era um pneu furado, mas para uma senhora de idade avançada era ruim o bastante.

João abaixou-se, colocou o macaco e levantou o carro. Logo ele já estava trocando o pneu. Mas ficou um tanto sujo e, ainda, feriu uma das mãos.

Enquanto ele apertava as porcas da roda, ela abriu a janela e começou a conversar com ele. Contou que era de São Paulo, que só estava de passagem por ali e que não sabia como agradecer pela preciosa ajuda.

João apenas sorriu, enquanto se levantava. Ela lhe perguntou quanto devia. Qualquer quantia teria sido muito pouco para ela, que já tinha imaginado todos as terríveis coisas que poderiam ter acontecido se João não tivesse parado e lhe ajudado.

Mas João não pensava em dinheiro, aquilo não era um trabalho para ele. Gostava de ajudar, quando alguém tinha necessidade, e Deus já lhe havia ajudado bastante. Este era seu modo de viver e nunca lhe ocorreu agir de outro modo. E respondeu:

- Se realmente quiser me pagar, da próxima vez que encontrar alguém que precise de ajuda, dê para essa pessoa a ajuda que ela precisar. E acrescentou:

- e lembre-se de mim.

Esperou até que ela saísse com o carro, e também se foi. Tinha sido um dia frio e deprimente, mas ele se sentia bem, indo para casa.

Alguns quilômetros abaixo, a senhora parou seu carro num pequeno restaurante. Entrou para comer alguma coisa. Era um restaurante muito simples, e tudo ali era estranho para ela. A garçonete veio até ela e trouxe uma toalha limpa, para que ela pudesse esfregar e secar o cabelo molhado e lhe dirigiu um doce sorriso. Um sorriso que mesmo os pés doloridos, por um dia inteiro de trabalho, não pode apagar.

A senhora notou, que a garçonete estava com quase oito meses de gravidez, e que ela não deixou a tensão e as dores mudarem a sua atitude.

A senhora ficou curiosa em saber como alguém, que tinha tão pouco, podia tratar tão bem a um estranho, e então se lembrou do João.

Depois que terminou a sua refeição, e enquanto a garçonete buscava troco, para a nota de cem reais, a senhora se retirou.

Já tinha partido quando a garçonete voltou. Ela ainda procurava saber onde a senhora poderia ter ido, quando notou algo escrito no guardanapo, sob o qual tinha mais quatro notas de R$100,00. Existiam lágrimas em seus olhos quando leu o que a senhora escreveu. Dizia:

"Você não me deve nada, eu já tenho o bastante. Alguém me ajudou hoje e da mesma forma estou lhe ajudando. Se você realmente quiser me reembolsar por este dinheiro, não deixe este círculo de amor terminar com você, ajude alguém."

Bem, havia mesas para limpar, açucareiros para encher, e pessoas para servir, e a garçonete voltou ao trabalho.

Naquela noite, quando foi para casa cansada e deitou-se na cama, seu marido já estava dormindo e ela ficou pensando no dinheiro e no que a senhora deixou escrito. Como pôde aquela senhora saber o quanto ela e o marido precisavam disto? Com o bebê que estava para nascer no próximo mês, como estava difícil! Ficou pensando na bênção que havia recebido, deu um grande sorriso, agradeceu a Deus e virou-se para o marido, que dormia ao lado, deu-lhe um beijo macio e sussurrou:

- Tudo ficará bem. Eu te amo...João!

Pense nisso, e se você quiser me pagar por este texto, fale dele aos seus amigos e não deixe isto morrer com você.

A VIDA É ASSIM ... UM ESPELHO .. TUDO QUE VOCÊ TRANSMITE VOLTA PRA VOCÊ.
Se você abre uma porta, você pode ou não entrar em uma nova sala. Você pode decidir não entrar e ficar, apenas, observando a vida. mas, se você vence a dúvida, o medo, e entra, da um grande passo.

Nestas salas se vive... Mas, tudo tem um preço. São inúmeras outras portas que você descobre. Às vezes quebra-se a cara, às vezes curte-se mil e umas.

O grande segredo é saber quando e qual porta deve ser aberta.

Isto é dificil, mas a vida não é rigorosa. Ela propicia erros e acertos. Os erros podem ser transformados em acertos, quando com eles se aprende. Não existe a segurança do acerto eterno.

A vida é generosa. A cada sala que se vive, descobrem-se tantas outras portas! E a vida enriquece quem se arrisca a abrir novas portas. Ela privilegia quem descobre seus segredos e generosamente oferece afortunadas portas.

Mas a vida também pode ser dura e severa. Se você não ultrapassar a porta, terá sempre a mesma porta pela frente. É a repetição perante a criação, é a monotonia de uma só cor perante a multiplicidade das cores, e a estagnação da vida.


Para a vida, as portas não são obstáculos, mas diferentes passagens...
Se não quiser adoecer - "Fale de seus sentimentos".

Emoções e sentimentos que são escondidos, reprimidos, acabam em doenças como: gastrite, úlcera, dores lombares, dor na coluna. Com o tempo a repressão dos sentimentos degenera até em câncer. Então vamos desabafar, confidenciar, partilhar nossa intimidade, nossos segredos, nossos pecados. O diálogo, a fala, a palavra, é um poderoso remédio e excelente terapia.

Se não quiser adoecer - "Tome decisão".

A pessoa indecisa permanece na dúvida, na ansiedade, na angústia. A indecisão acumula problemas, preocupações, agressões. A história humana é feita de decisões. Para decidir é preciso saber renunciar, saber perder vantagem e valores para ganhar outros. As pessoas indecisas são vítimas de doenças nervosas, gástricas e problemas de pele.

Se não quiser adoecer - "Busque soluções".

Pessoas negativas não enxergam soluções e aumentam os problemas. Preferem a lamentação, a murmuração, pessimismo. Melhor é acender o fósforo que lamentar a escuridão. Pequena é a abelha, mas produz o que de mais doce existe. Somos o que pensamos. O pensamento negativo gera energia negativa que se transforma em doença.

Se não quiser adoecer - "Não viva de aparências".

Quem esconde a realidade finge, faz pose, quer sempre dar a impressão que está bem, quer mostrar-se perfeito, bonzinho etc., está acumulando toneladas de peso...
uma estátua de bronze, mas com pés de barro. Nada pior para a saúde que viver de aparências e fachadas. São pessoas com muito verniz e pouca raiz. Seu destino é a farmácia, o hospital, a dor.

Se não quiser adoecer - "Aceite-se".

A rejeição de si próprio, a ausência de auto-estima, faz com que sejamos algozes de nós mesmos. Ser eu mesmo é o núcleo de uma vida saudável. Os que não se aceitam são invejosos, ciumentos, imitadores, competitivos, destruidores. Aceitar-se, aceitar ser aceito, aceitar as críticas, é sabedoria, bom senso e terapia.

Se não quiser adoecer - "Confie".

Quem não confia, não se comunica, não se abre, não se relaciona, não cria liames profundos, não sabe fazer amizades verdadeiras. Sem confiança, não há relacionamento. A desconfiança é falta de fé em si, nos outros e em Deus.

Se não quiser adoecer - "Não viva sempre triste".

O bom humor, a risada, o lazer, a alegria, recuperam a saúde e trazem vida longa. A pessoa alegre tem o dom de alegrar o ambiente em que vive. "O bom humor nos salva das mãos do doutor". Alegria é saúde e terapia.

Créditos: Dr. Drauzio Varela
11 março 2007
Não entendo.
Isso é tão vasto que ultrapassa qualquer entender.
Entender é sempre limitado. Mas não entender pode não ter fronteiras.
Sinto que sou muito mais completo quando não entendo.
Não entender, do modo como falo, é um dom.
Não entender, mas não como um simples de espírito.
O bom é ser inteligente e não entender.
É uma benção estranha, como ter loucura sem ser doida.
É um desinteresse manso, é uma doçura de burrice.
Só que de vez em quando vem a inquietação: quero entender um pouco.
Não demais: mas pelo menos entender que não entendo.


Clarice Lispector
É sempre no passado aquele orgasmo,
é sempre no presente aquele duplo,
é sempre no futuro aquele pânico.

É sempre no meu peito aquela garra.
É sempre no meu tédio aquele aceno.
É sempre no meu sono aquela guerra.

É sempre no meu trato o amplo distrato.
Sempre na minha firma a antiga fúria.
Sempre no mesmo engano outro retrato.

É sempre nos meus pulos o limite.
É sempre nos meus lábios a estampilha.
É sempre no meu não aquele trauma.

Sempre no meu amor a noite rompe.
Sempre dentro de mim meu inimigo.
E sempre no meu sempre a mesma ausência.


Carlos Drummond de Andrade

04 março 2007
Um rei, chamado Dionísio, monarca de Siracusa, a cidade mais rica da Sicília, vivia num palácio cheio de requintes e de coisas bonitas, atendido por uma criadagem sempre disposta a fazer-lhe às vontades.

Por ser rico e poderoso, muitos siracusanos invejavam-lhe a sorte. Dâmocles estava entre eles. Ele era um dos melhores amigos de Dionísio e freqüentemente lhe dizia:

- Que sorte a sua! Você tem tudo que se pode desejar. É, com certeza, o homem mais feliz do mundo!


Cansado de ouvir esse tipo de conversa, Dionisio, um dia, retrucou:

- Ora essa! Você acha mesmo que eu sou mais feliz do que todo mundo?

O amigo respondeu:

- Claro! Olhe só seu tesouro e todo seu poder! Você não tem absolutamente nada com que se preocupar. Poderia alguém ter uma vida melhor do que essa?

- Talvez você queira trocar de lugar comigo - disse Dionísio.

- Ora, eu nem sonharia com uma coisa dessas! Mas se eu pudesse ter sua riqueza e desfrutar de todos esses prazeres por um dia apenas, não desejaria felicidade maior.

- Pois bem! Troque de lugar comigo por um dia apenas e desfrute disso tudo.

No dia seguinte, Dâmocles foi levado ao palácio e os criados reais lhe puseram na cabeça a coroa de ouro do Rei. Sentaram no à mesa da sala de banquetes e lhe foi servida lauta refeição. Nada lhe faltou ao seu prazer. Vinhos requintados, raros perfumes, lindas flores e música maravilhosa. Recostou-se em almofadas macias. Sentiu-se o homem mais feliz do mundo.

- Ah, isso é que é vida! - confessou a Dionísio, que se encontrava sentado à mesa, na outra extremidade. - Nunca me diverti tanto.

Escancarou-se na cadeira e espreguiçou e, neste momento, ao olhar para o teto, Dâmocles enrijeceu-se todo. O sorriso fugiu-lhe dos lábios e o rosto empalideceu. Suas mãos estremeceram. Esqueceu-se da comida, do vinho, da música. Só quis saber de ir embora dali, para bem longe do palácio, para onde quer que fosse. Pendia bem acima de sua cabeça uma espada, presa ao teto por um único fio de crina de cavalo. A lâmina brilhava, apontando diretamente para seus olhos. Ele foi se levantando, pronto para sair correndo, mas deteve-se tremendo que um movimento brusco pudesse arrebentar aquele fiozinho fino e fizesse com a espada lhe caísse em cima. Ficou paralisado, preso ao assento.

- O que foi, meu amigo? - perguntou Dionísio - Parece que você perdeu o apetite.

- Essa espada! Essa espada! - disse o outro, num sussurro - Você não está vendo?

- É claro que estou. Vejo-a todos os dias. Está sempre pendendo sobre minha cabeça e há sempre a possibilidade de alguém ou alguma coisa partir o fio. Um dos meus conselheiros pode ficar enciumado do meu poder e tentar me matar. As pessoas podem espalhar mentiras a meu respeito, para jogar o povo contra mim. Pode ser que um reino vizinho envie um exército para tomar-me o trono. Ou então, posso tomar uma decisão errônea que leve à minha derrocada. Quem quer ser líder precisa estar disposto a aceitar esses riscos. Eles vêm junto com o poder, percebe?

- É claro que percebo! - disse Dâmocles - Vejo agora que eu estava enganado e que você tem muitas coisas no que pensar além de sua riqueza e fama. Por favor, assuma o seu lugar e deixe-me voltar para a minha casa.

Até o fim de seus dias, Dâmocles não voltou a querer trocar de lugar com o rei, nem por um momento sequer.


Créditos: Adaptação do Original de James Baldwin

Voce tem uma Pet Shop, ou conhece alguém que tenha uma?

Se sim, tenho uma proposta para você.

Acabei de montar um novo negócio pela internet. Mais um entre os vários que tenho montado nos últimos dois anos. Um novo site voltado para donos de animais de estimação (Gatos, cachorros, passarinhos, peixinhos, cobras e largatos) e para donos de lojas especializadas nessa área (As chamadas PET SHOPS).


Antes da gente continuar, veja detalhes, visitando http://www.petgalera.com.br.

Espero que você tenha gostado do visual e do conteúdo.

Ok. Vamos então à proposta.


Indique clientes para mim e eu lhe comissiono em 20% dos valores que voce conseguir fechar.

PET SHOPs, clinicas veterinárias, casas de banho, tosa e estética animal e donos de bichinhos de estimação são o seu público alvo.

Uma pet shop, clinica ou um profissional, podem ter seu nome incluídos em nossa lista de prestadores de serviço, por apenas R$50,00 por ano, e você leva pra casa R$10,00 desse valor.

Se alguém preferir montar um site próprio, os valores para a criação variam entre R$200,00 e R$10.000,00 ou mais (depende do nivel de interatividade, da criação das imagens e das funções que o cliente quiser colocar em sua página). Neste caso ainda há a cobrança da hospedagem da página, que varia de R$10,00 a R$50,00 por mes.

Voce participa de tudo com 20% dos valores relativos ao lucro que for conseguido na transação (Ex. Seu cliente me pagou R$1.000 para fazer uma página, mas gastei R$600,00, pagando um profissional para criar as imagens. Neste caso sua participação é de 20% do lucro que é de R$400,00 - Você recebe, então, R$80,00 de comissão. Entendido?).

Para uma página de um bicho de estimação (veja a pagina da NYGRA) o dono paga uma taxa anual de R$100,00 e paga R$5,00 para fazermos alterações sempre que ele desejar.

Já fez as contas? Então mãos à obra.

Para indicar um cliente, envie um email, para petshop@rvsites.com.br, com os dados completos dele, com o email e o telefone, para que eu possa entrar em contato e concretizar o negócio. E não se esqueça de me mandar os dados de sua conta para que eu possa fazer o depósito de sua comissão.


Boa sorte e bons negócios

ANÚNCIO PARA ARRUMAR NAMORADA

Matéria publicada em um jornal de circulação diária, do Estado do Ceará. (Leia também a resposta da pretendente).

Homem descasado procura...

Homem de 40 anos, que só gosta de mulher, após casamento de sete anos, mal sucedido afetivamente, vem através deste anúncio, procurar mulher que só goste de homem, para compromisso duradouro, desde que esta preencha certos requisitos:

O PRETENDIDO exige que a PRENTENDENTE tenha idade entre 28 e 40 anos, não descartando, evidentemente, aquelas de idade abaixo do limite inferior, descartando as acima do limite superior.

Devem ter um grau razoável de escolaridade, para que não digam, na frente de estranhos: "menas vezes", "quando eu si casar", "pobrema no úter", "eu já si operei de apênis", "é de grátis", "vamo de a pé", "adoro tar com você" e outras pérolas gramaticais.

Os olhos podem ter qualquer cor, desde que sejam da mesma e olhem para
uma mesma direção. Os dentes, além de extremamente brancos, todos os 32, devem permanecer na boca ao deitar e nunca dormirem mergulhados num copo d'água.

O seios devem ser firmes, do tamanho de um mamão papaia, cujos mamilos olhem sempre para o céu, quando muito para o purgatório, nunca para o inferno. Devem ter consistência tal que não escapem pelos dedos, como
massa de pão. Por motivos óbvios, a boca e os lábios, devem ter consistência macia, não confundir com beiço. A barriga, se existir, muito pequena e discreta, e não um ponto de referência.

O PRETENDIDO exige que a PRETENDENTE seja sexualmente normal, isto é, tenha orgasmos, se múltiplos melhor, mas mesmo que eventuais, quando acontecerem, que ela gema um pouco ou pisque os olhos, para que ele sinta-se sexualmente interessante.
Independentemente da experiência sexual do PRETENDIDO, este exige que durante o ato sexual a PRETENDENTE não boceje, não ria, não fique vendo as horas no rádio relógio, não durma ou cochile.

O PRETENDIDO exige que a PRETENDENTE não tenha feito nenhuma
sessão de análise, o que poderia camuflar, por algum tempo, uma eventual esquizofrenia.

A PRETENDENTE deverá ter um carro que ande, nem que seja uma Brasília, que tenha dinheiro para o táxi, uma vez que pela própria idade do PRETENDIDO, ele não tem mais paciência para levar namorada de madrugada para casa.

Enviar cartas com foto recente, de corpo inteiro, frente e costas, da PRETENDENTE, para a redação deste jornal, para o codinome: "CACHORRO MORDIDO DE COBRA TEM MEDO ATÉ DE BARBANTE".


Resposta da Pretendente, publicada dias após, no mesmo periódico Cearense:



Prezado HOMEM DESCASADO...

Li seu anúncio no jornal e manifesto meu interesse em manter um compromisso duradouro com o senhor, desde que (é claro) o senhor também preencha outros "certos" requisitos que considero básicos! Vale lembrar que tais exigências se baseiam em conclusões tiradas acerca do comportamento masculino em diversas relações frustradas, que só não deixaram marcas profundas em minha personalidade, porque "graças a Deus", fiz anos de terapia, o que infelizmente contraria uma de suas exigências!

Quanto à idade convém ressaltar que espero que o senhor tenha a maturidade dos 40 anos e o vigor dos 28, e que seu grau de escolaridade supere a cultura que porventura tenha adquirido assistindo aos programas do "Show do Milhão"...!

Seus olhos podem ser de qualquer cor desde que vejam algo além de jogos de futebol e revistas de mulher pelada. E seus dentes devem sorrir mesmo quando lhe for solicitado que lave a louça ou arrume a cama.

Não é necessário que seus músculos tenham sido esculpidos pelo halterofilismo, mas que seus braços sejam fortes o suficiente para carregar as compras.
Quanto à boca, por motivos também óbvios, além de cumprir com eficiência as funções a que se destinam, as bocas no relacionamento de um casal, devem servir, inclusive, para pronunciar palavras doces e gentis e não somente: "PEGA MAIS UMA CERVEJA AÍ, MULHER!".

A barriga, que é quase certo que o senhor a tenha, é tolerável, desde que não atrapalhe para abaixar ao pegar as cuecas e meias que jamais deverão ficar no chão. Quanto ao desempenho sexual espera-se que corresponda ao menos polidamente à "performance" daquilo que o senhor "diz que faz" aos seus amigos! E que durante o ato sexual, não precise levar para a cama livros do tipo: "Manual do corpo humano" ou "Mulher, esse ser estranho"!

No que diz respeito ao ítem alimentação, cumpre estar atualizado com a lista dos melhores restaurantes, ser um bom conhecedor de vinhos e toda espécie de iguarias, além de bancar as contas, evidentemente.

Em relação ao carro, tornam-se desnecessários os trajetos durante a madrugada, uma vez que, havendo correspondência nas exigências que por ora faço, pretendo mudar-me de mala e cuia para a sua casa ... meu amor!!!

ass: A COBRA
01 março 2007
ALVARÁ DE SOLTURA

FORMULÁRIO DE SOLICITAÇÃO PARA SAIR SOZINHO E CHEGAR TARDE


Minha caríssima Esposa/Companheira/Namorada/Paquera/Ficante,

Pela presente, solicito humildemente, autorização a V.Sa., Autoridade Máxima na minha vida, para me ausentar no seguinte período:

Data:
Hora de saída:
Hora de regresso:

Em caso de atendimento à solicitação, juro, solenemente, pelo presente documento visitar unicamente os lugares referidos abaixo. Igualmente, comprometo-me a:
  • não falar com outra Mulher além das listadas abaixo, sem obter autorização verbal com um mínimo de uma hora de antecedência.
  • Não desligar o celular depois de duas bebidas,
  • Não consumir acima do nível de álcool, abaixo autorizado, sem antes chamar um táxi.

Entendo que mesmo que esta autorização seja concedida, a AUTORIDADE MÁXIMA conserva o direito de se chatear comigo, durante a semana imediatamente posterior, sem necessidade de justificação para tal, porém em silêncio.


Quantidade de álcool autorizada:

Lugares de visita autorizados:
1.
2.
3.
4.

Mulheres que posso encontrar e conversar:
1.
2.
3.
4.
5.


Declaro conhecer quem manda em nossa relação e afirmo que não sou eu. Prometo:
  • Cumprir as regras, normas e procedimentos, que a Autoridade Máxima estabelecer, como condições para a presente solicitação.
  • Dormir num banco de praça, no caso de não regressar para casa até a hora autorizada acima.
De volta à casa, prometo que:
  • Não me chatearei com reclamações e ofensas, pois não surtirão efeito na minha mente confusa.
  • Não entrarei em discussões profundas com a Autoridade Máxima.
  • Não usarei o armário, o aparador, o balde da roupa suja, o frigorífico e a máquina de lavar roupa como lugares autorizados para necessidades urinárias.


Ass.: _____________________________________
-------------------------------------------------------------------------------------------------
A solicitação é CONCEDIDA ________ NEGADA ________

Esta decisão não é susceptível de negociação.

Autorizo meu marido: ___________________________________________


Data:
Hora de saída:
Hora de regresso:

Ronaldo no Facebook

Visitem minha página no Facebook.

Quem sou eu

Minha foto
Ronaldo Nunes Siqueira Campos
Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil
---------------------------------------
Visualizar meu perfil completo

Arquivos

Seções

Parcerias
Ponto Perdido: Mistura de Assuntos Jogatina Online: Jogos em flash, shockwave, java e javascript para jogar direto no seu navegador
Cursos Online com certificados a partir de R$ 20