Páginas

Se não encontrou o que queria, procure aqui, mas volte logo.

Pesquisa personalizada
29 dezembro 2006


"Vida nova" é uma expressão que exige planejamento


Todo mundo sempre costuma repetir: "Ano-novo, vida nova". Mas até
que ponto sabemos realmente medir o peso desta afirmação e será que a colocamos em prática ou ficamos só na intenção?

Se no ano que passou, você não conseguiu atingir suas metas,
concretizar sonhos, acumulou mágoas e não conseguiu superar desafios inesperados, agora é a hora de abrir as janelas da mente e do coração para o futuro.

É importante captar as mensagens externas e não esquecer de olhar
para dentro de si porque o caminho para uma vida nova passa, impreterivelmente, por nosso mundo interior, que vc sabe qual é!

A transformação de seu momento atual, enfim, depende exclusivamente
de você. Depende do seu trabalho mental, de acreditar e realizar. Nada, nem ninguém poderá fazer isso por você. A ajuda pode, sim, vir de fora, mas o impulso deve partir de você.

Independentemente de sua situação atual, em primeiro lugar,
questione com sinceridade: "Eu realmente quero mudar minha vida?"

Se a sua resposta for afirmativa, então é hora de mexer-se porque o
ano-novo está aí e vc tem todas as ferramentas para criar um novo futuro.


Hauoli Makahiki hau = Feliz Ano Novo em Hawaiano


Credito: Elmalux do Grupo Kahuna Mondial
"É necessário abrir os olhos e perceber que as coisas boas estão dentro de nós, onde os sentimentos não precisam de motivos nem os desejos de razão.

O importante é aproveitar o momento e aprender sua duração, pois a vida está nos olhos de quem saber ver."


(Gabriel Garcia Marquez)
Era ele que erguia casas onde antes só havia chão.
Como um pássaro sem asas, ele subia com as casas que lhe brotavam da mão. Mas tudo desconhecia de sua grande missão: Não sabia, por exemplo que a casa de um homem é um templo. Um templo sem religião.
Como tampouco sabia que a casa que ele fazia, sendo a sua liberdade era a sua escravidão.

De fato, como podia um operário em construção compreender por que um tijolo valia mais do que um pão?

Tijolos ele empilhava com pá, cimento e esquadria. Quanto ao pão, ele o comia... Mas fosse comer tijolo!

E assim o operário ia com suor e com cimento erguendo uma casa aqui, adiante um apartamento, além uma igreja, à frente um quartel e uma prisão: Prisão de que sofreria não fosse, eventualmente um operário em construção.

Mas ele desconhecia esse fato extraordinário: Que o operário faz a coisa e a coisa faz o operário. De forma que, certo dia à mesa, ao cortar o pão o operário foi tomado de uma súbita emoção ao constatar assombrado que tudo naquela mesa – Garrafa, prato, facão – Era ele quem os fazia. Ele, um humilde operário, um operário em construção.

Olhou em torno: gamela, banco, enxerga, caldeirão, vidro, parede, janela casa, cidade, nação! Tudo, tudo o que existia era ele quem o fazia, ele, um humilde operário. Um operário que sabia exercer a profissão.

Ah, homens de pensamento não sabereis nunca o quanto aquele humilde operário soube naquele momento!

Naquela casa vazia que ele mesmo levantara, um mundo novo nascia de que sequer suspeitava.

O operário emocionado olhou sua própria mão, sua rude mão de operário, de operário em construção. E olhando bem para ela, teve um segundo a impressão de que não havia no mundo coisa que fosse mais bela.
Foi dentro da compreensão desse instante solitário que, tal sua construção cresceu também o operário. Cresceu em alto e profundo, em largo e no coração. E como tudo que cresce ele não cresceu em vão pois além do que sabia – Exercer a profissão – O operário adquiriu uma nova dimensão: A dimensão da poesia.

E um fato novo se viu que a todos admirava: O que o operário dizia outro operário escutava.

E foi assim que o operário do edifício em construção que sempre dizia sim começou a dizer não. E aprendeu a notar coisas a que não dava atenção: Notou que sua marmita era o prato do patrão, que sua cerveja preta era o uísque do patrão, que seu macacão de zuarte era o terno do patrão. Que o casebre onde morava era a mansão do patrão, que seus dois pés andarilhos eram as rodas do patrão. Que a dureza do seu dia, era a noite do patrão. Que sua imensa fadiga, era amiga do patrão.
E o operário disse: Não! E o operário fez-se forte na sua resolução.

Como era de se esperar as bocas da delação começaram a dizer coisas aos ouvidos do patrão. Mas o patrão não queria nenhuma preocupação – "Convençam-no" do contrário – Disse ele sobre o operário e ao dizer isso sorria.

Dia seguinte, o operário ao sair da construção, viu-se súbito cercado dos homens da delação e sofreu, por destinado sua primeira agressão.

Teve seu rosto cuspido, teve seu braço quebrado, mas quando foi perguntado o operário disse: Não!

Em vão sofrera o operário sua primeira agressão. Muitas outras se seguiram. Muitas outras seguirão. Porém, por imprescindível ao edifício em construção, seu trabalho prosseguia e todo o seu sofrimento misturava-se ao cimento da construção que crescia.

Sentindo que a violência não dobraria o operário, um dia tentou o patrão dobrá-lo de modo vário. De sorte que o foi levando ao alto da construção e num momento de tempo mostrou-lhe toda a região e apontando-a ao operário fez-lhe esta declaração: – Dar-te-ei todo esse poder e a sua satisfação porque a mim me foi entregue e dou-o a quem bem quiser.
Dou-te tempo de lazer. Dou-te tempo de mulher.
Portanto, tudo o que vês será teu se me adorares e, ainda mais, se abandonares o que te faz dizer não.

Disse, e fitou o operário que olhava e que refletia mas o que via o operário o patrão nunca veria. O operário via as casas e dentro das estruturas via coisas, objetos, produtos, manufaturas.

Via tudo o que fazia o lucro do seu patrão e em cada coisa que via misteriosamente havia a marca de sua mão.
E o operário disse: Não!

– Loucura! – gritou o patrão – Não vês o que te dou eu?

– Mentira! – disse o operário não podes dar-me o que é meu.

E um grande silêncio fez-se dentro do seu coração. Um silêncio de martírios. Um silêncio de prisão. Um silêncio povoado de pedidos de perdão. Um silêncio apavorado com o medo em solidão. Um silêncio de torturas e gritos de maldição. Um silêncio de fraturas a se arrastarem no chão. E o operário ouviu a voz de todos os seus irmãos. Os seus irmãos que morreram por outros que viverão.

Uma esperança sincera cresceu no seu coração, e dentro da tarde mansa agigantou-se a razão de um homem pobre e esquecido razão porém que fizera em operário construído, o operário em construção.



Vinícius de Moraes
28 dezembro 2006
Como está seu nível de etiqueta à mesa?!!

Acessem o site abaixo e façam o teste - é engraçado...

http://www.terra.com.br/istoe/produtos/etiqueta/index.htm

"Minas não é palavra montanhosa. É palavra abissal. Minas é dentro e fundo

O sotaque das mineiras deveria ser ilegal, imoral ou engordar.

Porque, se tudo que é bom tem um desses horríveis efeitos colaterais, como é que o falar, sensual e lindo (das mineiras) ficou de fora?

Porque, Deus, que sotaque! Mineira devia nascer com tarja preta avisando: ouvi-la faz mal à saúde.

Se uma mineira, falando mansinho, me pedir para assinar um contrato doando tudo que tenho, sou capaz de perguntar: só isso? Assino achando que ela me faz um favor. Eu sou suspeitíssimo. Confesso: esse sotaque me desarma.

Certa vez quase propus casamento a uma menina que me ligou por engano, só pelo sotaque. Os mineiros têm um ódio mortal das palavras completas. Preferem, sabe-se lá por que, abandona-lãs no meio do caminho (não dizem: pode parar, dizem: "pó parar".

Não dizem: onde eu estou?, dizem: "ôncôtô. Os não-mineiros, ignorantes nas coisas de Minas, supõem, precipitada e levianamente, que os mineiros vivem - lingüisticamente falando - apenas de uais, trens e sôs.


Digo-lhes que não. Mineiro não fala que o sujeito é competente em tal ou qual atividade. Fala que ele é bom de serviço. Pouco importa que seja um juiz, um jogador de futebol ou um ator de filme pornô. Se der no couro - metaforicamente falando, claro - ele é bom de serviço.


Faz sentido...

Mineiras não usam o famosíssimo tudo bem. Sempre que duas mineiras se encontram, uma delas há de perguntar pra outra: "cê tá boa?"

Para mim, isso é pleonasmo. Perguntar para uma mineira se ela tá boa é desnecessário.
Há outras. Vamos supor que você esteja tendo um caso com uma mulher casada. Um amigo seu, se for mineiro, vai chegar e dizer: - Mexe com isso não, sô (leia-se: sai dessa, é fria, etc). O verbo "mexer", para os mineiros, tem os mais amplos significados. Quer dizer, por exemplo, trabalhar. Se lhe perguntarem com o que você mexe, não fique ofendido. Querem saber o seu ofício.

Os mineiros também não gostam do verbo conseguir. Aqui ninguém consegue nada. Você não dá conta. Sôcê (se você) acha que não vai chegar a tempo, você liga e diz:- Aqui, não vou dar conta de chegar na hora, não, sô. Esse "aqui" é outro que só tem aqui. É antecedente obrigatório, sob pena de punição pública, de qualquer frase. É mais usada, no entanto, quando você quer falar e não estão lhe dando muita atenção: é uma forma de dizer, olá, me escutem, por favor. É a última instância antes de jogar um pão de queijo na cabeça do interlocutor.

Mineiras não dizem "apaixonado por". Dizem, sabe-se lá por que, "apaixonado com". Soa engraçado aos ouvidos forasteiros. Ouve-se a toda hora: "Ah, eu apaixonei com ele...". Ou: "sou doida com ele" (ele, no caso, pode ser você, um carro, um cachorro). Elas vivem apaixonadas com alguma coisa.

Que os mineiros não acabam as palavras, todo mundo sabe. É um tal de bonitim, fechadim, e por aí vai. Já me acostumei a ouvir: "E aí, vão?". Traduzo: "E aí, vamos?". Não caia na besteira de esperar um "vamos" completo de uma mineira. Não ouvirá nunca. Eu preciso avisar à língua portuguesa que gosto muito dela, mas prefiro, com todo respeito, a mineira.

Nada pessoal. Aqui certas regras não entram. São barradas pelas montanhas. Por exemplo: em Minas, se você quiser falar que precisa ir a um lugar, vai dizer:- Eu preciso de ir. Onde os mineiros arrumaram esse "de", aí no meio, é uma boa pergunta. Só não me perguntem. Mas que ele existe, existe. Asseguro que sim, com escritura lavrada em cartório.


Deixa eu repetir, porque é importante. Aqui em Minas ninguém precisa ir a lugar nenhum. Entendam... Você não precisa ir, você "precisa de ir". Você não precisa viajar, você "precisa de viajar". Se você chamar sua filha para acompanhá-la ao supermercado, ela reclamará: Ah, mãe, eu preciso de ir?

No supermercado, o mineiro não faz muitas compras, ele compra um tanto de coisa. O supermercado não estará lotado, ele terá um tanto de gente. Se a fila do caixa não anda, é porque está agarrando lá na frente. Entendeu? Agarrar é agarrar, ora!

Se, saindo do supermercado, a mineirinha vir um mendigo e ficar com pena, suspirará: - Ai, gente, que dó. É provável que a essa altura o leitor já esteja apaixonado pelas mineiras. Não vem caçar confusão pro meu lado. Porque, devo dizer, mineiro não arruma briga, mineiro "caça confusão".

Se você quiser dizer que tal sujeito é arruaceiro, é melhor falar, para se fazer entendido, que ele "vive caçando confusão".

Para uma mineira falar do meu desempenho sexual, ou dizer que algo é muitíssimo bom vai dizer: "Ô,é sem noção". Entendeu, leitora? É sem noção! Você não tem, leitora, idéia do tanto de bom que é. Só não esqueça, por favor, o "Ô" no começo, porque sem ele não dá para dar noção do tanto que algo é sem noção, entendeu?

Capaz... Se você propõe algo ela diz:capaz !!!Vocês já ouviram esse "capaz"? É lindo. Quer dizer o quê? Sei lá, quer dizer "ce acha que eu faço isso"!? com algumas toneladas de ironia..
Se você ameaçar casar com a Gisele Bundchen, ela dirá: "ô dó do cê". Entendeu? Não? Deixa para lá. É parecido com o "nem...". Já ouviu o "nem..."? Completo ele fica:- Ah, nem...
O que significa? Significa, amigo leitor, que a mineira que o pronunciou não fará o que você propôs de jeito nenhum. Mas de jeito nenhum. Você diz: "Meu amor, cê anima de comer um tropeiro no Mineirão?".
Resposta: "nem..." Ainda não entendeu? Uai, nem é nem.
A propósito, um mineiro não pergunta: "você não vai?". A pergunta, mineiramente falando, seria: "cê não anima de ir"? Tão simples. O resto do Brasil complica tudo.
É, ué, cês dão umas volta pra falar os trem... Falando em "ei...". As mineiras falam assim, usando, curiosamente, o "ei" no lugar do "oi". Você liga, e elas atendem lindamente: "eiiii!!!", com muitos pontos de exclamação, a depender da saudade...

Tem tantos outros... O plural, então, é um problema. Um lindo problema, mas um problema. Sou, não nego, suspeito. Minha inclinação é para perdoar, com louvor, os deslizes vocabulares das mineiras. Aliás, deslizes nada. Só porque aqui a língua é outra, não quer dizer que a oficial esteja com a razão. Se você, em conversa, falar:
Ah, fui lá comprar umas coisas...- Que' s coisa? - ela retrucará. O plural dá um pulo. Sai das coisas e vai para o que. Ouvi de uma menina culta um "pelas metade", no lugar de "pela metade". E se você acusar injustamente uma mineira, ela, chorosa, confidenciará: - Ele pôs a culpa "ni mim". A conjugação dos verbos tem lá seus mistérios, em Minas...
Ontem, uma senhora docemente me consolou: "preocupa não, bobo!". E meus ouvidos,já acostumados às ingênuas conjugações mineiras, nem se espantam. Talvez se espantassem se ouvissem um: "não se preocupe", ou algo assim".

26 dezembro 2006

O Mineirinho vai a uma estação ferroviária para comprar um bilhete.
- Quero uma passagem para o Esbui. - solicita ao atendente.
- Não entendi; o senhor pode repetir?
- Quero uma passagem para o Esbui!
- Sinto muito, senhor, não temos passagem para o Esbui.
Aborrecido, o mineirinho se afasta do guichê, se aproxima do amigo que o estava aguardando e lamenta:


- Olha Esbui, o homem falou que prá ocê não tem passagem não!
Num certo dia, um empresário viajava pelo interior de Minas Gerais. Ao ver o mineirinho tocando umas vacas, parou para lhe fazer algumas perguntas:
- Acha que você poderia me passar umas informações?
- Claro, sô!
- As vacas dão muito leite?
- Qual que o senhor quer saber: as maiáda ou as marrom?
- Pode ser as malhadas.
- Dá uns 12 litro por dia!
- E as marrons?
- Também uns 12 litro por dia!
O empresário pensou um pouco e logo tornou a perguntar:
- Elas comem o que?
- Qual? As maiáda ou as marrom?
- Sei lá, pode ser as marrons!
- As marrom come pasto e sal.
- Hum! E as malhadas?
- Também come pasto e sal!
O empresário, sem conseguir esconder a irritação:
- Escuta aqui, meu amigo! Por que toda vez que eu te pergunto alguma coisa sobre as vacas você me diz se quero saber das malhadas ou das marrons, sendo que é tudo a mesma resposta?
E o matuto responde:
- É que as maiáda são minha!
- E as marrons?
- Também!
25 dezembro 2006

Feliz Natal
Pra vocês, Amigos,
Que fizeram do sol seu guia,
De cada manhã um lindo dia
De cada noite uma canção!

Feliz Natal
Pra vocês, que fizeram da Estrela D`alva
Seus caminhos:
Deram comida aos passarinhos
E repartiram com o homem seu pão!

Feliz Natal
Pra vocês, que tiveram um gesto amigo:
Um papo, um alento e deram abrigo
E estenderam suas mãos!

Feliz Natal
Pra vocês, que fizeram da dor a esperança;
Que fizeram sorrir uma criança
E que amaram de coração!

Feliz Natal
Pra vocês, que viveram a pobreza a fundo
Nas manjedouras do mundo
E não deixaram o tempo ir em vão!

Feliz Natal
Pra vocês, que são amigos, e pra vocês,
que ao inimigo presentearam com
Seu perdão!

Feliz Natal
Pra vocês, Amigos que sentem!
Pra vocês, Amigos que são Gente!


José Maria Guilherme
23 dezembro 2006


Ingredientes

Família (é aqui que tudo começa)
Amigos (nunca deixe faltar)
Raiva (se existir que seja pouca)
Desespero (para quê?)
Paciência (a maior possível)
Lágrimas (enxugue todas)
Sorrisos (os mais variados)
Paz (em grande quantidade)
Perdão (à vontade)
Desafetos (se possivel nenhum)
Esperança (não perca jámais)
Coração (quanto maior, melhor)
Amor (pode abusar)
Carinho (essencial)

MODO DE PREPARAR

Reúna a sua família e os seus amigos.
Esqueça os momentos de raiva e desespero passados.
Se precisar use toda a sua paciência.
Enxugue as lágrimas e substitua por sorrisos.
Junte a paz e o perdão e ofereça aos seus desafetos
Deixe a esperança crescer no seu coração.
Coloque muito amor e carinho, também, à vontade.
Nem sempre os ingredientes da vida são gostosos, portanto saiba misturar todos os temperos que ela oferece, e faça dela um prato de raro sabor.
Deste modo, prepare a sua melhor receita de vida e nunca economize o amor e o "como vale a pena viver"

Ronaldo Campos deseja que esta receita seja, para você e toda a sua família, a base de toda a felicidade no ano de 2007 .

10 dezembro 2006
Vocês sabem que OGGI em dia o seguro de um automóvel é indispensável, por isso VOLVOltar a falar deste assunto.

Não podemos deixar nemUNO de nossos BENZ a MERCEDES desses ladrões que fazem a FIESTA, nessa HONDA de assaltos!!! A MAREABRAVA!!!

Quem não segura o seu automóvel pode se FERRARI e depois só GM pelos cantos ou fica a RANGER os dentes e a COURIER de um lado para outro, vigiando a STRADA e perguntando: - KADETT meu carro??????
Faz a maior SIENA e fica PALIO de nervoso!!! Aí vai rezar um terço para SANTANA ajudar..
Mas isto não ELBAstante para ter seu carro de volta!

Seguro é o TIPO de negocio difícil, MAZDA para resolver e melhorar o PANORAMA, sem ficar com cara de BESTA no final!!! O seguro é um PRÊMIO para quem o faz!!! TEMPRA todo veículo. Tem PARATI também.
E, na hora de fazer o seguro do seu carro, pense nas VARIANTes...

Afinal QUANTUM mais opções, melhor! Você vai ver que o nosso seguro é legal as PAMPA...

Por isso ele oFUSCA os demais, e vai marcar um GOL na hora do ACCORD!!!

Não deixe o prazo PASSAT!... MONZA obra! TATRA LOGUS de vir aqui! Estamos KOMBInados???

Espero seu contato... Visite nossa agência e se ACCENT na frente do GALANT, que é o nosso gerente, LANCIA mão do seu dinheiro e faça.

PS: SUZUKI eu peço é que não se esqueça de levar o STRATUS de seu banco e colocar um BLAZER bem bonito, parecendo um DIPLOMATA de CLASSE A. Mas, não deixe de olhar todos os TOPIC do contrato, pois é aSIMCA coisa funciona.
Você SAAB. Somos bem melhores KIA concorrência e se você perder esta XANTIA, vai se CORSA todo de raiva, o KA??? Vai ser FORD. Você vai chorar depois.

Com nosso seguro você pode passar um WEEKEND tranqüilo na praia de IPANEMA que, se roubarem seu carro mesmo que seja em dia de ECLIPSE, você não terá problema...

Temos nossa SUPREMA garantia de pagamento em prazo recorde!!! Não precisa D20 dias, como outros que tem por aí... Hoje mesmo estamos pagando um seguro de um roubo que ocorreu A10 dias, C10sse nós pagaríamos antes até!!!

Você pode estar em qualquer lugar, de um POLO ao outro, que nós damos a assistência que precisar!!! E só SCANIA os documentos e mandar por e-mail mesmo, que CELTA garantido com a gente. ISUZU isso por um preço bem baratinho

Faça seguro! É CLARUS que é bom! Boa VOYAGE e POINTER final. Seu amigo LINCONL passou aqui ontem e JAGUARda sua apólice em casa. A gente só qujer quie voce TRIUMPH na vida.

OBS: Se você achou este texto interessante, CHEROKEE e MONDEO para seus amigos!!!

Vou parar pois não tem mais SPAZIO.

PENSE NUM CORNO VINGATIVO... ... Essa é dez!!!!

Isso aconteceu em São Paulo, com um funcionário da Walita, e saiu em todos os jornais, sendo citada inclusive no programa do RATINHO!!!

Era um grande casamento, com cerca de 300 convidados. Depois do casamento, durante o brinde, o noivo levantou-se, foi até o palco e pegou o microfone, disse que queria agradecer a todos por terem vindo, muitos de tão longe, para assistir ao seu casamento, e especialmente ao seu novo sogro por ter providenciado uma festa tão espetacular.
Em retribuição a todos os presentes que receberam dos convidados, ele disse que queria oferecer a todos um presente especial só da parte dele.
Pediu então que todos abrissem os envelopes que estavam colados com Silver-Tape debaixo das cadeiras.

E assim foi!!!

Todo mundo com aquela cara de "que coisa original!", "que bonitinho", etc, até que abriram os envelopes. Dentro deles estavam duas fotografias em 20x30 do seu padrinho de casamento tendo relações sexuais com a sua noiva.
Ele havia suspeitado da relação dos dois umas semanas antes do casamento e contratou um detetive para seguí-los, confirmando as suas suspeitas.
O noivo ficou durante alguns segundos observando as reações dos convidados, virou-se para o seu padrinho e noiva, e disse para curtirem a festa, e foi embora, deixando uma multidão estupefata. Teve o casamento anulado dois dias depois.

Enquanto a maioria de nós teria acabado com o noivado imediatamente após descobrir a traição, ele não, deixou a coisa seguir como se nada tivesse acontecido!

A SUA VINGANÇA:

Fez com que os pais da noiva pagassem mais de R$32.000,00 por um casamento para mais de 300 convidados (e que o pai da noiva, um militar aposentado, provavelmente vai fazê-la pagar de alguma forma).
Fez com que todos ficassem sabendo exatamente como é que as coisas aconteceram (se ele tivesse cancelado antes da cerimônia, a família da noiva só saberia da versão que ela contasse).
Deu fim a reputação da noiva e do padrinho em frente de todos os seus amigos, pais, irmãos, irmãs, avós, sobrinhos, tios, tias, etc...


EM OUTRAS PALAVRAS: O CARA É CORNO, MAS É NINJA!!!


Se você não puder ajudar, atrapalhe, afinal o importante é participar.

04 dezembro 2006

NÃO FOSSE A NOSSA CRUEL DISTRIBUIÇÃO DE RENDA.....

Até que enfim uma mensagem positiva sobre o Brasil!!!

1. O único país do mundo onde se pode abastecer simultaneamente um carro com Álcool, com gasolina, com a mistura, em qualquer proporção de álcool e gasolina e, também, com Gás Natural Veìcular. Tudo isso, com tecnologia nacional;

2. O primeiro país do mundo a desenvolver o biodiesel, a base de mamona. Novamente tecnologia nacional. Será a redenção do Nordeste, pois, a mamona é praga por lá e, a Petrobrás já desenvolveu o sistema produtivo;

3. O país tem as mais modernas fábricas de produção de automóvel (General Motors e Mercedes Benz) e Caminhões (Volks);

4. A Petrobrás é a única empresa do mundo a deter a tecnologia completa de produção de petróleo em águas profundas;

5. As empresas produtoras de aço estão em sua capacidade máxima instalada;

6. Os Estados Unidos renderam-se a qualidade de nossos aviões (Embraer) e vão adquirir aviões altamente especializados para treinamento de sua força aeronáutica;

COMENTÁRIOS INTERESSANTES:

1. Os brasileiros acham que o mundo todo presta, menos o Brasil.E realmente parece que é um vício falar mal do Brasil. Todo lugar tem seus pontos positivos e negativos, mas no exterior eles maximizam os positivos, enquanto no Brasil se maximizam os negativos.

2. Na Europa, os resultados das eleições demoram horrores porque não há nada automatizado.

3. Na Holanda, só existe uma companhia telefônica e, pasmem, se você ligar reclamando do serviço, corre o risco de ter seu telefone temporariamente desconectado.

4. Nos Estados Unidos e na Europa, ninguém tem o hábito de enrolar o sanduíche em um guardanapo - ou de lavar as mãos - antes de comer. Nas padarias, feiras e açougues europeus, os atendentes recebem o dinheiro e com mesma mão suja entregam o pão ou a carne. Em Londres, existe um lugar famosíssimo que vende batatas fritas enroladas em folhas de jornal- e tem fila na porta. Na Europa, não-fumante é minoria. Se pedir mesa de não-fumante, o garçom ri na sua cara, porque não existe. Fumam até em elevador.

5. Em Paris, os garçons são conhecidos por seu mau humor e grosseria e qualquer garçom de botequim no Brasil podia ir para lá dar aulas de "Como conquistar o Cliente".

6. Você sabe como as grandes potências fazem para destruir um povo? Impõem suas crenças e cultura.

7. Se você parar para observar, em todo filme dos EUA a bandeira nacional aparece, e geralmente na hora em que estamos mais emocionados.

8. O Brasil tem uma língua que, apesar de não se parecer quase nada com a língua portuguesa, é chamada de língua portuguesa, enquanto que as empresas de software a chamam de português brasileiro, porque não conseguem se comunicar com os seus usuários brasileiros através da língua Portuguesa.

9. Os brasileiros são vítimas de vários crimes contra sua pátria, crenças, cultura, língua, etc... Os
brasileiros mais esclarecidos sabem que tem muitas razões para resgatar as raízes culturais.

Os dados são da Antropos Consulting:

1. O Brasil é o país que tem tido maior sucesso no combate à AIDS e outras doenças sexualmente
transmissíveis, e vem sendo exemplo mundial.

2. O Brasil é o único país do hemisfério sul que está participando do Projeto Genoma.

3. Numa pesquisa envolvendo 50 cidades de diversos países, a cidade do Rio de Janeiro foi considerada a mais solidária.

4. Nas eleições de 2000, o sistema do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) estava informatizado em todas as regiões do Brasil, com resultados em menos de 24 horas depois do início das apurações. O modelo chamou a atenção de uma das maiores potências mundiais: os Estados Unidos, onde a apuração dos votos teve que ser refeita várias vezes, atrasando o resultado e colocando em xeque a credibilidade do processo.

5. Mesmo sendo um país em desenvolvimento, os internautas brasileiros representam uma fatia de 40% do mercado na América Latina.

6. No Brasil, há 14 fábricas de veículos instaladas e outras 4 se instalando, enquanto alguns países vizinhos não possuem nenhuma.

7. Das crianças e adolescentes entre 7 a 14 anos, 97,3% estão estudando.

8. O mercado de telefones celulares do Brasil é o segundo do mundo, com 650 mil novas habilitações a cada mês.

9. Na telefonia fixa, o país ocupa a quinta posição em número de linhas instaladas.

10. Das empresas brasileiras, 6.890 possuem certificado de qualidade ISS 9000, maior número entre os países em desenvolvimento. No México, são apenas 300 empresas e 265 na Argentina.

11. O Brasil é o segundo maior mercado de jatos e helicópteros executivos.

Por que esse vício de só falar mal do Brasil?

1. Por que não se orgulhar em dizer que o mercado editorial de livros é maior do que o da Itália, com mais de 50 mil títulos novos a cada ano?

2. Que o Brasil tem o mais moderno sistema bancário do planeta?

3. Que as agências de publicidade ganham os melhores e maiores prêmios mundiais?

4. Por que não se fala que o Brasil é o país mais empreendedor do mundo e que mais de 70% dos
brasileiros, pobres e ricos, dedicam considerável parte de seu tempo em trabalhos voluntários?

5. Por que não dizer que o Brasil é hoje a terceira maior democracia do mundo?

6. Que apesar de todas as mazelas, o Congresso está punindo seus próprios membros, o que raramente ocorre em outros países ditos civilizados?

7. Por que não lembrar que o povo brasileiro é um povo hospitaleiro, que se esforça para falar a língua dos turistas, gesticula e não mede esforços para atendê-los bem?

8. Por que não se orgulhar de ser um povo que faz piada da própria desgraça e que enfrenta os desgostos sambando.

É! O Brasil é um país abençoado de fato.

Bendito este povo, que possui a magia de unir todas as raças, de todos os credos.

Bendito este povo, que sabe entender todos os sotaques.

Bendito este povo, que oferece todos os tipos de climas para contentar toda gente.

Bendita seja, querida pátria chamada Brasil!

01 dezembro 2006
Um menino, com voz tímida e os olhos cheios de admiração, pergunta ao pai, quando este retorna do trabalho:
- Pai, quanto o senhor ganha por hora?
O pai, num gesto severo, responde:
- Meu filho, isto nem a sua mãe sabe. Por isso, não me amole, estou cansado!!!
Mas o filho insiste:
- Mas papai, por favor, diga, quanto o senhor ganha por hora?
A reação do pai foi menos severa e respondeu:
- Três reais por hora.
- Então, papai, o senhor poderia me emprestar um real?
O pai, cheio de ira e tratando o filho com brutalidade, respondeu:
- Então essa era a razão de querer saber quanto eu ganho? Vá dormir e não me enche mais o saco.
Já era noite, quando o pai, por algum momento raro, começou a pensar no que havia acontecido com o filho e sentiu-se culpado. Talvez, quem sabe, o filho precisasse comprar algo.
Querendo aliviar sua consciência doída, foi até o quarto do menino e, em voz baixa, perguntou:
- Filho, está dormindo?
- Não, papai! - o garoto respondeu sonolento e choroso.
- Olha, aqui está o dinheiro que me pediu: Um real.
- Muito obrigado, papai! - disse o filho, levantando-se rapidamente e retirando mais dois reais
de uma caixinha que estava sob a cama.
- Agora já completei, papai! Tenho três reais. Poderia me vender uma hora de seu tempo?

Você pode até não ter filhos e achar que isso não é com você. Porém, com certeza você tem família, será que nela não existe alguém que sente a sua falta?

Olhe ao seu redor...

Ronaldo no Facebook

Visitem minha página no Facebook.

Quem sou eu

Minha foto
Ronaldo Nunes Siqueira Campos
Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil
---------------------------------------
Visualizar meu perfil completo

Arquivos

Seções

Parcerias
Ponto Perdido: Mistura de Assuntos Jogatina Online: Jogos em flash, shockwave, java e javascript para jogar direto no seu navegador
Cursos Online com certificados a partir de R$ 20