Páginas

Se não encontrou o que queria, procure aqui, mas volte logo.

Pesquisa personalizada
21 julho 2006
Primeiro candidato:

Diretor: Qual é a coisa mais rápida do mundo?
Candidato: Ora, é um pensamento.
Diretor: Por que?
Candidato: Porque um pensamento ocorre quase instantaneamente.
Diretor: Muito bem, excelente resposta.

Segundo candidato:

Diretor: Qual é a coisa mais rápida do mundo?
Candidato: Um piscar de olhos.
Diretor: Por que?
Candidato: Porque é tão rápido que as vezes nem vemos.
Diretor: Ótimo

Terceiro candidato:

Diretor: Qual é a coisa mais rápida do mundo?
Candidato: A eletricidade.
Diretor: Por que?
Candidato: Veja, ao ligarmos um interruptor, acendemos uma lâmpada a 5km de distância instantaneamente.
Diretor: Excelente.

Quarto candidato:

Diretor: Qual e a coisa mais rápida do mundo?
Candidato: Uma diarréia...
Diretor: Como assim? Esta brincando? Explique isso...
Candidato: Isso mesmo. Ontem a noite eu tive uma diarréia tão forte, que antes que eu pudesse pensar, piscar os olhos ou acender a luz, já tinha me cagado todo...
Diretor: O emprego é seu!


Fundamento técnico não é tudo, mas entender bem de cagadas é o que o mercado precisa!

Créditos: Daniel Diniz (Data Dados)
Na noite passada, fui convidada para uma reunião com "as meninas". Eu disse ao meu marido que estaria de volta à meia-noite: - "prometo!". Mas as horas passaram rápido e o champagne estava rolando solto.

Por volta de 3 da manhã, bêbada feito um gambá, eu fui para casa. Mal entrei e fechei a porta, o cuco no hall disparou e "cantou" 3 vezes. Rapidamente, percebendo que meu marido podia acordar, eu fiz "cu-co" mais 9 vezes.

Fiquei realmente orgulhosa de mim mesma por ter uma idéia tão brilhante e rápida (mesmo de porre) para evitar um possível conflito com ele.

Na manhã seguinte, meu marido perguntou a que horas eu tinha chegado e eu disse a ele meia-noite. Ele não pareceu nem um pouquinho desconfiado. Ufa! Daquela eu tinha escapado!

Então, ele disse:

- "Nós precisamos de um novo cuco."

Quando eu perguntei por que, ele respondeu:

- "Bom, esta noite nosso relógio fez "cu-co" 3 vezes e depois disse "cacete!!!". Fez "cu-co" mais 4 vezes, pigarreou, cantou mais 3 vezes, riu, cantou mais 2 vezes. Daí tropeçou no gato e peidou..."

Crédito: Elio Alves (From NY)

19 julho 2006
Conto "Os Três Porquinhos" contado por um Pai Engenheiro

Era uma vez três porquinhos genéricos, P1, P2 e P3 e um Lobo Mau, por definição, LM, que vivia os atormentando.

P1 era sabido e fazia Engenharia de Automação e já era formado em Civil.

P2 era arquiteto e vivia em fúteis devaneios estéticos absolutamente desprovidos de cálculos rigorosos.

P3 fazia Comunicação e Expressão Visual.

LM, na Escala Oficial da ABNT, para medição da Maldade (EOMM) era Mau nível 8,75 (arredondando a partir da 3a casa decimal para cima).
LM também era um mega-investidor imobiliário, sem escrúpulos, e cobiçava a propriedade que pertencia aos Pn (onde "n" é um número natural e varia entre 1 e 3), visto que era de boa conformidade geológica e configuração topográfica, e ficava perto do Shopping Beira-Mar.

Mas nesse promissor perímetro, P1 construiu uma casa de tijolos, sensata e logicamente planejada, toda protegida com mecanismos automáticos.

P2 montou uma casa de blocos articulados feitos de mogno que mais parecia um castelo lego-tresloucado.

E P3 planejou no AutoCad e montou, ele mesmo, com barbantes e isopor como fundamentos, uma cabana de palha com teto solar, e achava aquilo "o máximo".

Um dia, LM foi ate a propriedade dos suínos e disse:

- Uahahhahaha, corra, P3, porque vou gritar, e vou gritar e vou chamar o Conselho de Engenharia e Construção Civil para denunciar sua casa de palha, projetada por um formando em Comunicacao e Expressao Visual!
P3 correu para sua amada cabana, mas quando lá chegou os fiscais do Conselho ja haviam posto tudo abaixo.

Então P3 correu para a casa de P2.

Mas quando chegou lá, encontrou LM à porta, batendo com força e gritando:
- Abra essa porta, P2, ou vou gritar, gritar e gritar e chamar o GreenPeace, para denunciar que você usou madeira nobre de áreas não-reflorestadas e areia de praia para misturar no cimento.
Antes que P2 alcançasse a porta, esta foi posta a baixo por uma multidão ensandecida de eco-chatos que invadiram o ambiente, vandalizaram tudo e ocuparam os destroços, pixando e entoando palavras de ordem.
P3, então, ergue P2 e os dois correm para a casa de P1. Quando chegam na casa de P1, este os recebe e os dois caem ofegantes na sala de entrada.

P1: O que houve?

P2: LM, lobo mau por definicao, nível 8.75, destruiu nossas casas e desapropriou os terrenos.

P3: Não temos para onde ir. E agora, que eu farei? Sou apenas um formando em Comunicação e Expressão Visual!

Tum-tum-tum-tum-tuuummm!!!! (batidas à porta)

LM: P1, abra essa porta e assine este contrato de transferência de posse de imóvel, ou eu vou gritar e gritar e chamar os fiscais do Conselho de Engenharia em cima de você!!!
Como P1 não abria (apesar da insistência covarde do porco arquiteto e do.. do... "comunicador e expressivo visual"?) LM chamou os fiscais, e estes fizeram testes de robustez do projeto, inspeções sanitárias, projeções geomorfológicas, exames de agentes físico-estressores, cálculos com muitas integrais, matrizes, e geometria analítica avançada, e nada acharam de errado.

Entao LM gritou e gritou pela segunda vez, e veio o GreenPeace, mas todo o projeto e implementação da casa de P1 era ecologicamente correta.

Cansado e esbaforido, o vilão lupino resolveu agir de forma irracional (porém super-comum nos contos de fada). Ele mesmo escalou a casa de P1 pela parede, subiu ate a chaminé e resolveu entrar por esta, para invadir. Mas quando ele pulou para dentro da chamine, um dispositivo mecatrônico, instalado por P1, captou sua presença por um sensor térmico e ativou uma catapulta que impulsionou, com uma força de 33300 N (Newtons), LM para cima. Este subiu aos céus, numa trajetória parabólica estreita, alcançando o ápice, onde sua velocidade chegou a zero, a 200 metros do chão.

Agora calcule, admitindo que a gravidade vale 9,78 m/s2:

a) a massa de LM
b) o deslocamento no eixo "x", tomando como referencial a chaminé.
c) a velocidade de queda de LM quando este tocou o chão e
d) o susto que o Lobo Mau tomou.

Crédito: Quantamerda
13 julho 2006
01 - O nome completo do Pato Donald é Donald Fauntleroy Duck.
02 - Em 1997, as linhas aéreas americanas economizaram US$ 40.000 eliminando uma azeitona de cada salada.
03 - Uma girafa pode limpar suas próprias orelhas com a língua.
04 - Milhões de árvores no mundo são plantadas acidentalmente por esquilos que enterram nozes e não lembram onde eles as esconderam.
05 - Comer uma maçã é mais eficiente que tomar café para se manter acordado.
06 - As formigas se espreguiçam pela manhã quando acordam.
07 - As escovas de dente azuis são mais usadas que as vermelhas.
08 - O porco é o único animal que se queima com o sol além do homem.
09 - Ninguém consegue lamber o próprio cotovelo, é impossível tocá-lo com a própria língua.
10 - Só um alimento não se deteriora: o mel.
11 - Os golfinhos dormem com um olho aberto.
12 - Um terço de todo o sorvete vendido no mundo é de baunilha.
13 - As unhas da mão crescem aproximadamente quatro vezes mais rápido que as unhas do pé.
14 - O olho do avestruz é maior do que seu cérebro.
15 - Os destros vivem, em média, nove anos mais que os canhotos.
16 - O "quack" de um pato não produz eco, e ninguém sabe porquê.
17 - O músculo mais potente do corpo humano é a língua.
18 - É impossível espirrar com os olhos abertos
19 - "J" é a única letra que não aparece na tabela periódica.
20 - Uma gota de óleo torna 25 litros de água imprópria para o consumo.
21 - Os chimpanzés e os golfinhos são os únicos animais capazes de se reconhecer na frente de um espelho.
22 - Rir durante o dia faz com que você durma melhor à noite.
23 - 40% dos telespectadores do Jornal Nacional dão boa-noite ao William Bonner no final.
24 - Aproximadamente 70 % das pessoas que lêem este texto tentam lamber o cotovelo....

Crédito: Roberto Lima
09 julho 2006
Considerando ser o Amor o maior de todos os agentes de Utilidade Pública, divulga-se o que se segue...
O amor pode apropriar-se de todo e qualquer coração, com ou sem anuência do dono.
Em presença de sentimentos inferiores, tais como a raiva, o ódio e o ressentimento, ao Amor é permitido julgá-los e extraditá-los sem direito a reconsideração da pena.
O Amor deve ser respeitado em todas as suas formas, sejam elas dirigidas a pessoas, coisas, vegetais ou animais.
Ao Amor é sempre permitida a companhia do perdão, pois que sem este Ele está falsificado.
O Amor tem o direito de ficar cego, surdo e mudo quando em presença de maledicências
e pode apresentar-se como agente de paz diante de desarmonias e atos prejudiciais
a todos os seres do Planeta.
O Amor tem licença plena para manifestar-se livremente, independente de raça, credo ou religião.
Ele é incondicionalmente livre para viver em seu habitat natural: o coração.
O Amor é bússola que aponta o caminho para a Felicidade e assim deve ser indiscutivelmente reconhecido.
A todo aquele que banir o Amor do seu coração será imputada a pena de solidão, isolamento e sofrimento perpétuos.
O Amor nunca deverá ser responsabilizado por dores, perdas ou danos e tem amplos poderes para neutralizar todas as batalhas, sejam elas emocionais, familiares ou sociais.
Ao Amor não se aplicam Leis Trabalhistas: Ele pode exercer suas funções 24 horas por dia durante TODOS os dias do ano.
Quando o Amor entra em corações, deve ser bem recebido, bem tratado, bem nutrido e absolutamente livre para agir em prol de todos os envolvidos por Ele.
Em nenhuma hipótese o Amor deverá ser álibi para atitudes de más intenções, tais como usá-Lo como desculpa para enganar, iludir ou controlar corações.
Também nunca poderá ser instrumento de brincadeira com o sentimento do homem ou da mulher.
Toda e qualquer tentativa de matar o Amor será tratada pelo Universo como crime contra a vida do próprio mandante.
O Amor é partidário da Lei de Causa e Efeito: Ele pode partir em definitivo da Vida daqueles que optam pelo sofrimento diante das adversidades, e também daqueles que se deixam cair em abandono.
Ao Amor nada deve ser acrescentado e Dele também nada retirado, posto ser o mais perfeito de todos os sentimentos e manifestação absoluta de Deus.
Parágrafo Único: Os Direitos do Amor sempre protegerão os legítimos Direitos de Todos os Seres.

Crédito: FREDERICO ALVES do grupo AMI O Menino das Estrelas
07 julho 2006
No tocante a todos os atos de iniciativa e de criação, existe uma verdade fundamental cujo desconhecimento mata inúmeras idéias e planos esplêndidos: a de que, no momento em que nos comprometemos definitivamente, a Providência também se move.

Para ajudar-nos, ocorre toda espécie de coisas que em outra situação não teriam ocorrido.

Toda uma corrente de acontecimentos brota da decisão, fazendo surgir a nosso favor toda sorte de incidentes, encontros e assistência material que nenhum homem sonharia pudessem vir ao seu encontro.

O que quer que você possa fazer ou sonha poder fazer, faça-o!

A coragem contém genialidade, poder e magia.

Comece agora!

Goethe
LUAR....
Para brilhar na noite dos amores incompreendidos

SILÊNCIO...
Para fazer calar as vozes que atordoam o coração

AMANHECER...
Para fazer um dia a mais de felicidade

LUZ...
Para os que vivem na escuridão

NOITE...
Para acalentar os que lutam durante o dia

VIDA...
Para fazer nascer os que estão morrendo

LÁGRIMA...
Para fazer chorar os corações insensíveis

SORRISO...
Para encantar os lábios dos amargurados

AMOR...
Para unir as pessoas... e lhes dizer que sou apenas uma delas

Crédito: Simplesmente um Anjo - Frederico Alves
Vivemos a cultura do pronto, do aluguel, do descartável. As relações humanas estão cada vez mais revogáveis.

Zygmunt Bauman é considerado hoje um dos sociólogos mais influentes do mundo. Professor emérito de sociologia na Universidade de Leeds, na Inglaterra, e na Universidade de Varsóvia, Polônia, seu livro mais recente é Amor líquido - Sobre a fragilidade das relações humanas, publicado pela Zahar, de onde tirei os conceitos e extraí citações para estas reflexões. A tese de Bauman é que vivemos em um mundo líquido, que detesta tudo o que é sólido e durável, tudo que não se ajusta ao uso instantâneo nem permite que se ponha fim ao esforço.

O amor, nesse mundo líquido, é, portanto, amor líquido. A tirania do mercado explica em parte essa característica rarefeita de tudo. Estamos na era do Homo consumens. O que caracteriza o consumismo não é acumular bens, mas usá-los e descartá-los em seguida, a fim de abrir espaço para outros bens e usos.

Estar excluído da sociedade de consumo equivale a ser um fracassado, um incompetente. Um consumidor falho fica se utilizando dos mesmos bens, e a utilização repetida o priva da possibilidade de sensações novas e inéditas. Isso o leva ao tédio e à frustração. Ser bem-sucedido, então, é conviver com novidades, variedades e rotatividade. Daí surge a cultura do aluguel e do descartável (e, por isso mesmo, mais barato).

Nessa sociedade líquida, você não compra - aluga. Comprar implica posse e permanência. Alugar representa rotatividade sem ônus. O descartável pode ser facilmente substituído sem muito prejuízo: vale a relação custo-benefício, ou tempo de benefício.

No mercado, tudo está ao alcance do cartão de crédito, e a distância entre o desejo e sua satisfação está cada vez mais curta. E, portanto, o descarte, cada vez mais rápido. A experiência sexual e relacional segue o mesmo padrão e raciocínio. Afinal, seu parceiro pode abandonar você a qualquer momento, sem o seu consentimento.

Anthonny Giddens, outro célebre analista da chamada pós-modernidade, fala dos "relacionamentos puros", onde as relações permanecem enquanto satisfazem as partes.

São relacionamentos nos quais se entra apenas pelo que cada um pode ganhar e se permanece apenas enquanto ambas as partes imaginam que estão proporcionando a cada uma satisfações suficientes para permanecerem nas relações. Viver juntos é "por causa de" e não "a fim de". Enquanto há razões, a parceria permanece. Os parceiros já não se enxergam como construtores de si mesmos, um do outro e da própria parceria.

Parcerias frouxas e eminentemente revogáveis substituíram o modelo da união pessoal "até que a morte separe". Bauman chama isso de "relacionamentos de bolso", que compara com vitamina C: em grandes doses podem causar náuseas e prejudicar a saúde.

Por essa razão, a "sociedade líquida" prefere os relacionamentos diluídos, para que possam ser aproveitados. Os compromissos intensos e de longo prazo são uma armadilha a ser evitada. O compromisso fecha a porta para novas possibilidades (quem sabe, até melhores). Mantenha sempre sua porta aberta, dizem os "especialistas".

Viver juntos foi substituído por ficar juntos. A convivência foi substituída pelos encontros episódicos. O casamento foi substituído pela sucessão de romances com sexo. O divórcio foi substituído pelos CSS - casais semi-separados. As amizades foram substituídas pelas salas de chat e as redes, onde se pode conectar e desconectar sem qualquer compromisso, promovendo relações fantasiosas ou profundas protegidas pelo anonimato.

Ralph Waldo Emerson acertou ao afirmar que "quando se é traído pela qualidade, tende-se a buscar desforra na quantidade".

Na compulsão de tentar novamente, e obcecado em evitar que a atual experiência sabote a futura, ou sempre em expectativa de que o melhor está por vir e que há sempre algo melhor pelo que esperar, as pessoas acabam desaprendendo o amor; tornam-se incapazes de amar.

A sensação de que se pode ser abandonado, substituído a qualquer momento, impede a entrega total - e, porque não se entrega totalmente, o amante parcial vive com a constante sensação de que está vivendo um equívoco, ou que está esquecendo algo, deixando de experimentar alguma coisa. Isso faz com que o amante parcial viva carregado de ansiedade. E, pior do que isso, está condenado a permanecer para sempre incompleto e irrealizado. Bauman diz, a respeito, que os que assim se encontram estão
"numa viagem que nunca termina; o itinerário é recomposto em cada estação, e o destino final é sempre desconhecido".

A resposta para essa "sociedade líquida" que vive de "amores líquidos" deve considerar, pelo menos, três fatos:

1) Em primeiro lugar, lembre-se que o amor encontra seu significado não na posse das coisas prontas, completas e concluídas, mas no estímulo a participar da gênese dessas coisas. Martinho Lutero nos adverte que "o amor de Deus não se destina ao que vale a pena ser amado, mas cria o que vale a pena ser amado". Em outras palavras - não espere pessoas prontas; caminhe com elas rumo à maturidade.

2) Lembre-se também que o amor não é um caminho de satisfação, mas de transformação e realização. Hans Burky ensinou que "mais da mesma coisa nos deixa no mesmo lugar". Em outras palavras, quando seu relacionamento não estiver satisfatório, não mude o parceiro ou parceira: mude o relacionamento.

3) Finalmente, lembre-se que o amor não é um episódio, mas uma caminhada comum. Ele não acontece na relação superficial, esporádica, virtual, meramente física, mas num relacionamento de proximidade que conduz à intimidade, em direção à profundidade do ser que ama. Em outras palavras, não confunda paixão e sexo com amor.
A sociedade não vive da negação do amor, mas da deturpação. Para deturpar, você priva, exacerba (exagera) ou distorce. O amor líquido é uma falsificação do amor sólido. Isto é, para conspirar contra o amor, não precisa semear o ódio, que a maioria rejeita; basta semear o amor líquido. A sociedade líquida está iludida. Carece de gente que viva relacionamentos de "amor sólido", para que conheça a verdade e seja liberta de sua ilusão.

Crédito: René Kivitz - Escritor conferencista, em São Paulo
05 julho 2006
Um mestre muito sábio foi chamado a explicar por que existem pessoas que saem facilmente dos problemas mais complicados, enquanto outras sofrem por problemas muito pequenos, morrem afogadas num copo de água?
Ele simplesmente sorriu e contou uma história.
Era uma vez um sujeito que viveu em harmonia e em paz toda a sua vida. Quando morreu, todo mundo falou que iria direto para o céu, direto para o paraíso. Ir para o céu não era tão importante para aquele homem, mas mesmo assim ele foi até lá.
Naquela época, o céu não havia ainda passado por um programa de qualidade total.
A recepção não funcionava muito bem. O anjo que o recebeu deu uma olhada rápida nas fichas em cima do balcão e, como não viu o nome dele na lista, lhe mostrou o caminho do inferno.
E no inferno, você sabe como é... Ninguém exige crachá nem convite, qualquer um que chega é convidado a entrar. O sujeito entrou lá e foi ficando. Alguns dias depois, Lúcifer chegou furioso às portas do paraíso para tomar satisfações com São Pedro:
- você me aprontou uma! Nunca imaginei que fosse capaz de uma baixaria como essa. Isso que você está fazendo é puro terrorismo!
Sem saber o motivo de tanta raiva, São Pedro perguntou, surpreso, do que se tratava. Lúcifer, transtornado, desabafou:
- você mandou um sujeito para o inferno e ele está fazendo a maior bagunça lá. Estragando o ambiente. Ele chegou cumprimentando, escutando as pessoas, olhando nos olhos, conversando com elas. Agora, está todo mundo dialogando, se abraçando, se beijando... o inferno está insuportável, virou um verdadeiro paraíso!
E fez um apelo:
- Pedro, por favor, tira rápido aquele sujeito de lá! Traga de volta para cá rápido!
Quando o mestre terminou de contar esta história, olhou e disse:
- O segredo, meu filho, é viver com amor no coração... não ficar atirando pedras em todo mundo.
Assim, se, por engano, você for parar no inferno, o próprio demônio lhe trará de volta ao paraíso!

Ou seja, coloque as pedras que você tem na mão no chão e calma, tá?

Crédito:"Águia Dourada" do grupo
http://br.groups.yahoo.com/group/ami_menino_estrela/
04 julho 2006
É difícil aos dez anos de idade escrever um livro. Nesta idade ninguém entende muito de literatura... nem se interessa demais; mas eu vou ter que fazer isso, porque Ami disse que se eu o quisesse ver novamente deveria relatar em um livro o que eu vivi a seu lado.
Ele me advertiu que entre os adultos, muito poucos me entenderiam, porque para eles era mais fácil acreditar no terrível do que no maravilhoso.
Para evitar problemas ele me recomendou que dissesse que tudo era uma fantasia, uma história para crianças.
Eu vou obedecer-lhe ISTO É UMA HISTÓRIA.


Você já leu esse fantástico livro "Ami, o menino das estrelas"? É um livro obrigatório para quem abrir a mente para novas idéias e verdades ou se preferir "ficção científica". A linguagem do livro é infantil, porém, de propósito para tocar nossa criança interior...

Pequeno resumo do primeiro livro:
Anoitece... Pedrinho, um menino terrícola, está numa praia solitária. Observa a queda de um objeto luminoso ao mar. Alguém vem nadando até a praia. É Ami, um pequeno extraterrestre que vem à Terra para ensinar-nos nada menos que a Lei Fundamental do Universo, um segredo cósmico que ignoramos, e por isso em nosso planeta existem guerras e infelicidade.
Ami, com sua nave, leva Pedrinho a conhecer um mundo evoluído - Ofir. Neste mundo seus habitantes conhecem e praticam essa Lei, de modo que vivem em felicidade e harmonia.
O menino espacial afirma que não é impossível realizar um Ofir na Terra, e que devemos tentar fazer isso. Desse encontro surge uma missão para Pedrinho... e para inúmeros leitores desta maravilhosa obra que, apesar de seu recente surgimento, já foi traduzida a vários idiomas




Clique para entrar no grupo ami_menino_estrela


Ao se cadastrar você receberá automaticamente no seu email os dois livros:

"Ami, O menino das Estrelas"; e "A volta de Ami"

Curiosidade: O livro é simplesmente FANTÁSTICO, mesmo tratando de temas não aceito pela igreja católica, o papa João Paulo II na época concedeu a benção por se tratar de um livro que fala de AMOR!!!

Seu conteúdo toca a alma de todas as idades... Está duvidando... Então leia!!!

Para quem tem orkut e quiser entrar na comunidade:
Ami - O Menino das Estrelas

01 julho 2006
A professora da 6ª série perguntou para a turma:
- Qual é a parte do corpo humano que aumenta em 10 vezes seu tamanho quando é estimulada?
Ninguém respondeu, até que Natasha levantou-se, furiosa, e disse:
- Você não deveria fazer uma pergunta dessas para crianças da 6ª série! Eu vou contar para meus pais, e eles vão falar com o diretor, e ele vai demitir você!
Então, ela sentou-se murmurando:
- Cara, ela vai se meter numa encrenca!
Para o espanto da Natasha, a professora não apenas a ignorou, como fez a pergunta novamente.
- Qual é a parte do corpo humano que aumenta em 10 vezes seu tamanho quando é estimulada? Alguém sabe?
Finalmente, Rodrigo levantou-se, olhou ao redor nervosamente, e disse:
- A parte do corpo que aumenta 10 vezes seu tamanho quando é estimulada é a pupila do olho.
A professora disse:
- Muito bem, Rodrigo!
Então, voltou-se para Natasha e continuou:
- E quanto a você, mocinha, tenho três coisas para lhe dizer:
- Uma: você tem uma mente muito suja para sua idade.
- Duas: você não leu a sua lição de casa.
- E, três: dez vezes? hahaha......um dia você vai ficar muito, mas muito desapontada, viu?

Crédito: Roberto Lima

Ronaldo no Facebook

Visitem minha página no Facebook.

Quem sou eu

Minha foto
Ronaldo Nunes Siqueira Campos
Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil
---------------------------------------
Visualizar meu perfil completo

Arquivos

Seções

Parcerias
Ponto Perdido: Mistura de Assuntos Jogatina Online: Jogos em flash, shockwave, java e javascript para jogar direto no seu navegador
Cursos Online com certificados a partir de R$ 20